Qual a origem do presépio no Natal?

por | dez 28, 2022 | São Francisco de Assis | 0 Comentários

Como surgiu o primeiro presépio da História?

A ideia partiu de São Francisco.

No ano de 1223, São Francisco estava em Greccio,  uma pequena cidade italiana da região do Lácio, província de Rieti, centro da Itália.  Nevava, e os sinos repicavam festivamente, anunciando a noite de Natal.

Todos os habitantes, camponeses em sua maioria, encontravam-se reunidos em torno de São Francisco de Assis, que procurava explicar-lhes o mistério do nascimento do Menino-Deus.

E então ele teve uma ideia brilhante: montou um presépio vivo do nascimento de Jesus.

E desse ano em diante, criou-se o costume de montar presépios no Natal.

O papa Francisco, que adotou esse nome por causa de São Francisco, fez uma visita surpresa a Greccio em dezembro de 2019.

E a árvore de natal?

O costume de enfeitar árvores é mais antigo que o próprio Natal. Já antes de Cristo praticamente todas as culturas e religiões pagãs usavam enfeites em árvores para celebrarem a fertilidade da natureza.

O Natal é comemorado dias após o solstício de inverno /verão e era costume no H. Norte diante do inverno rigoroso comemorar a data com a árvore enfeitada, símbolo da vida que ficaria escondida durante o inverno.

O pinheiro como aponta para o céu, é uma conífera que nos lembra a buscar as coisas do alto. E simboliza o espírito de Natal. Podemos associar então que os cristãos o adotaram como árvore-símbolo do Natal.

Mas ninguém sabe realmente ao certo quando os pinheiros foram utilizados pela primeira vez como árvore de Natal.

Aos poucos foram se fundindo as duas comemorações.

Sobre a Autora

Stela Vecchi

Stela Vecchi estuda sobre Amor e Felicidade há mais de 40 anos. Fundadora da Escola Feng Shui Lógico, também chamado de Feng Shui Solar. É um método prático e consagrado que simplifica o Feng Shui sem alterar sua essência milenar. Feng Shui Lógico busca criar o equilíbrio nos ambientes para facilitar a conquista de seu equilíbrio pessoal. O resultado é uma residência mais aconchegante e que favorece a saúde, a harmonia, a prosperidade. E Amor: sem equilíbrio, o Amor não permanece.

Veja mais conteúdos

Também do seu Interesse

Comentários

Participe da conversa

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *