Poesias por Anamaria Lopes Rodrigues

por | jan 17, 2020 | Autoconhecimento | 0 Comentários

Conheci a Anamaria através do Feng Shui.
As afinidades são muitas, e mesmo com a distância geográfica, nossas almas se sentem muito próximas.
Gratidão à Vida que sempre nos presenteia com esses seres maravilhosos, como a minha querida amiga Anamaria.
Stela Vecchi



Dança da Vida

Nuvens cinza pelo céu passeiam…
Chove mansamente…
A música inunda o ambiente de pureza e encanto…
Na alegria, na saudade,na tristeza…
Na dança da vida…
Sinto aflorar em mim, algo inexplicável e divino.
Neste instante íntegro me com as forças do Universo, e certeza tenho da existência do paraíso.

Essência e Transcendência

Nas entrelinhas do tempo
Saio do casulo do meu coração.

Nas entrelinhas do tempo
Sou eu menina mulher.


Nas entrelinhas do tempo
Encontro no final do arco iris,
O pote onde meus sonhos se escondem.


Nas entrelinhas do tempo
Compreendo a solidão da minha essência só.


Nas entrelinhas do tempo
Vivencio o mais puro e profundo amor.


Nas entrelinhas do tempo
Inicio a longa viagem de volta para casa!

Em um certo dia de outono…

O sol vai se escondendo entre nuvens, aos poucos o céu escurece nessa terra de Itaara.
A chuva a princípio, cai mansinha sobre a terra seca.
Os pássaros rapidamente procuram seus abrigos, e as borboletas passam céleres pelos nossos olhos.
A paisagem se modifica, e agora a chuva cai forte, como flechas, sobre a terra agradecida, levando também nossos medos e incertezas.
O barulho da chuva sobre o telhado de zinco se transforma em um mantra, e a alma se aquieta com o sono que vem.
Ao amanhecer no horizonte, o encontro do sol com a lua, torna o momento glorioso e indescritível.
A natureza toda se renova.
O sol que vai despertando manso e enamorado , transforma a copa das árvores ainda molhadas pela chuva, em mandalas de cristais coloridas.
Os pássaros entram em felicidade imensa, e seu canto nos encanta e enternece.
Mais um belo dia nessa terra que os índios chamavam de Altar de Pedra.
Nosso altar é a natureza, com as diferentes manifestações do Criador!
Gratidão por aqui estar.


Acompanho o por do sol neste entardecer de final de inverno.
O horizonte se pinta de vermelho e seus reflexos tornam minha cidade toda dourada. Para deixar mais belo este entardecer, uma revoada de pássaros surge no céu, e voam em direção ao sol. Suas pequenas asas parecem paralisadas peregrinando pelo espaço. Meus olhos se fixam neste espetáculo e num instante me sinto voar com eles.

Me pergunto,de onde vêem, para onde migram,que terras buscam neste voo silencioso e ordenado? Em que braços de árvores buscam o seu descanso? Que desafios enfrentam até chegar ao seu destino? Seguem serenos,confiantes neste voar…

Também nós como peregrinos, migramos para outros espaços, tempos, levando junto nossas vivências, aprendizados, dores e alegrias. Um dia estaremos no final da jornada, e partimos para uma “terra pura”,voltamos para casa,nossa verdadeira morada, onde braços amorosos nos esperam.
O sol já se escondeu,e a lua cheia já aparece com algumas estrelas que já começam a bordar seu manto de luz.
A vida…é um grande presente!!

Retalhos

Na minha adolescência gostava muito de construir caleidoscópio.
Juntava pedaços de espelhos de uma sucata de vidraçaria, formava triângulos com eles, e colocava dentro pedacinhos de flores que encontrava no jardim.
Me fascinava observar, que aqueles pedacinhos de flores dentro do caleidoscopio, se transformavam em lindas formas coloridas, como pequenos cristais, em mandalas que irradiavam luz.
Aqueles pedacinhos de flores, sem beleza, sem sentido sozinhos, eram mágicos, eram agora a essência de muitas flores.
Fiquei pensando e se colocássemos também retalhos das nossas vidas, dores, tristezas, alegrias, amores, encontros e desencontros, que muitas vezes não entendemos e víssemos se transformando em muitas formas de cores e luzes?
Será que iríamos compreender, que esses retalhos fazem parte de um plano maior, que nada é por acaso, que tudo está perfeito no Universo, na nossa predestinação?
Que somos, fazemos parte da Divindade, do Criador de Tudo o que é?
E o caleidoscópio da vida seríamos nós no Universo infinito onde todos somos um?
Um pensar filosófico sobre Alquimia que vê tudo em um processo permanente de transmutação?
E assim, poderemos seguir nossa caminhada, transformando pedacinhos de vida em formas coloridas e brilhantes que estruturadas formam nossa essência com Tudo o que é?

Anamaria Lopes Rodrigues

Sobre ela mesma:

Estou como Anamaria nessa passagem pelo nosso lindo planeta.
Sou uma buscadora de entender essa essência que habita esse corpo que tenho para chegar até o jardim da minha alma.


Sobre a Autora

Stela Vecchi

Stela Vecchi estuda sobre Amor e Felicidade há mais de 40 anos. Fundadora da Escola Feng Shui Lógico, também chamado de Feng Shui Solar. É um método prático e consagrado que simplifica o Feng Shui sem alterar sua essência milenar. Feng Shui Lógico busca criar o equilíbrio nos ambientes para facilitar a conquista de seu equilíbrio pessoal. O resultado é uma residência mais aconchegante e que favorece a saúde, a harmonia, a prosperidade. E Amor: sem equilíbrio, o Amor não permanece.

Veja mais conteúdos

Também do seu Interesse

Autoconhecimento

A energia do olhar

Os olhos revelam a luz de sua alma, são as janelas da alma, assim nos ensina Jesus.Olhos opacos mostram a ausência de luz interior.Você consegue perceber a linguagem do olhar?Alguns são óbvios...

Comentários

Participe da conversa

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *