I CHING – A ESPIRAL

“O caminho deve reencontrar seu ponto de partida e perceber que no
próprio caminhar tudo se modificou.”

Neste pensamento do I Ching encontramos uma reflexão profunda:
nossa vida é feita de ciclos, uns mais longos, outros mais curtos.
Na verdade, o que importa é a intensidade dos aprendizados, porque a apreensão da sabedoria se faz por insights que se tornam com as experiências convicções e transformam nossa visão: passamos a ver coisas que ainda não éramos capazes de ver.

O movimento é uma espiral, portanto não é de término, mas de recomeço.
Como o planeta Terra que completa a cada ano mais um giro em torno do Sol, nossa vida também tem suas fases e ciclos. Porém um ponto de chegada é sempre um ponto de partida…
Viver plenamente significa estar conectado com as forças da Natureza que determinam os ciclos.

Por isso, o final de um ciclo anual pode ser um momento excelente de percebermos o quanto já vemos a velha História sob novos olhares de entendimento.

Nesse momento, muitos de nós estamos nesse estágio: de vermos as coisas sob novos ângulos e assim penetramos mais profundamente no grande mistério da Vida.

É tempo de entendermos e vivermos a verdade de que a fazemos parte de um Todo Maior.

Fazer um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *