A mulher na Era de Aquário

Possuir Força sem perder a Feminilidade: esse pode ser o grande desafio da Mulher nos dias de hoje.

Se observamos os dias de hoje com visão progressiva, essa visão que nos faz compreender o tempo e o espaço e suas características, vemos que nosso momento é de fim de uma era, Peixes, e início de outra: estamos em plena Era de Aquário.
Essa lenta transição para nós, pode ser apenas um segundo em relação aos éons do tempo.

A visão progressiva não é otimista nem pessimista: ela compreende os ajustes e caminha em direção a evitar, pelo menos, a cometer os mesmos erros.
A grande transformação já se processou e simplesmente, nada será como antes…

Os dias atuais nos revelam que realmente a vibração do nosso planeta está em uma transformação profunda.
A velocidade das mudanças e nossa adaptação a elas tem exigido muito de cada um de nós.
E fluir com essa velocidade, sem submergir-se nela, se torna nosso maior objetivo.
Sem isso, a vida perde o sabor.
A dispersão é um perigo em meio a toda essa avalanche de informações externas.
Que o lado Yin de nossa vida, nossa capacidade de repouso, se harmonize com o lado Yang de nossa atividade focada.

E a maior depuração é em relação ao Amor.

Absorvemos o melhor da era anterior, Era de Peixes, que nos trouxe a profundidade e a revelação do quanto o Criador nos ama através dos grandes mestres da espiritualidade, iniciando essa era com Cristo, que veio nos ensinar uma nova dimensão do Amor.
Já em meados do ano de 1300, Dante Alighieri nos revelou que o Amor move o Sol e as Estrelas. Portanto, permeia todo o Universo, obra do Criador.
E podemos viver a verdade que não há conflito entre matéria e espírito: corpo e espírito em paz com a Criação.

A mulher da Era de Aquário é um ser humano completo.
Aprendeu a amar.
Sabe que a intimidade que cria com Deus
É a base de sua confiança n’Ele.

Sabe que um coração puro, sem segundas intenções, faz aflorar o sorriso da alma.

Através do Matrimonio Espiritual com o Criador tecido ao longo de várias encarnações ela possui a si mesma.
Tem prazer em colaborar com a Criação na liberdade de suas emoções conhecidas e dominadas.

Aprendeu a manifestar sua energia Yin em equilíbrio com a polaridade Yang:

Yin / Yang: Forças opostas em doses iguais e que contem em si mesmas uma pequena dose da energia oposta, sem adulterar suas características originais.

Aí contem um segredo capaz de nos ensinar a trabalhar para o equilíbrio, mas tendo o cuidado de manter pequenas doses de semelhança.

Se o sal deixar de salgar, para que servirá?

Se o homem deixar de ser masculino, ou a mulher deixar de ser feminina é tão prejudicial para o equilíbrio social quanto o machismo e o feminismo, que rejeitam as diferenças saudáveis entre as energias do Sol e da Lua, do Homem e da Mulher, da Ação e da Não Ação e assim por diante.

É um longo processo iniciado quando compreendeu e desejou a liberdade da Verdade, que permeia toda a vida. Conquistou a duras penas e com muita coragem a liberdade de ser.
Sabe que só depende dela superar seus medos e aprendeu a não culpar o outro, assumindo a responsabilidade por suas escolhas e decisões.
A mulher da Era de Aquário:
– Sabe que a vida é movimento, vibração: tudo está em contínua mutação
– Vive o hoje, com um olho no amanhã
– Liberta-se do passado, consciente de que aprender com os erros é só o que é possível fazer hoje
– Não se muda o passado, mas semeia-se novas sementes no hoje
– E cada crise bem administrada acrescenta sabedoria e um novo sabor à sua alma.

Assim, tem a amplitude do Tempo e do Espaço e sabe que os erros do passado servem para gerar discernimento, aumentando a sabedoria de sua alma.

A mulher é yin. É terra, é receptividade. Seu poder se manifesta de uma forma diferente do yang: ela emana o poder da luz suave e misteriosa da lua.

Ser mulher é deixar esse poder da natureza emergir de dentro de nós de uma forma que poucas mulheres já acessaram. O yang só reverencia o yin quando este está pleno de sua força.
Sem modelos inspiradores, vamos tateando o caminho para o encontro de nossa verdadeira e íntima natureza. Nosso prazer repousa, como a luz suave da lua, aí.
O yang anseia por essa nutrição, mesmo sem saber. É como se intuíssemos, em nosso ser mais profundo, o tesouro que se esconde em uma relação homem/mulher plena, onde somos diferentes, complementares. E somos felizes por sentir e nos enriquecermos com essas diferenças.

Para haver um verdadeiro encontro entre um homem e uma mulher não precisamos de feminismo, muito menos de machismo. Mas o suave e intenso encontro de naturezas que se nutrem de forças diferentes emanadas. A mulher é nutrida pelo desejo do homem, desejo forte, yang, que tem a força do Sol. E o homem se nutre da entrega da mulher, de sua receptividade, de sua luz magnética e, ao mesmo tempo, suave.
Como a luz da Lua.

O Ocidente ainda não vê essa verdade. Julga que o melhor está na paixão cega, no descontrole emocional, na posse e no domínio. Desconhece a delícia de sentir o calor suave da chama que a paixão serena produz. Tudo tem seu valor como experiência: muitas vezes precisamos viver esse estágio para que possamos nos desprender de nossas ilusões e avançar no caminho. Mas se estagnamos nesse estágio e querermos viver sempre a mesma sensação, julgando que é a melhor que podemos almejar, nós mesmos nos impedimos de entrarmos em outros estágios mais profundos de satisfação, e por que não, de êxtase. Que nada tem a ver com orgasmos mecânicos…

O Ocidente teve seu desenvolvimento cheio de percalços e nosso inconsciente é fortemente marcado pelo tabu sexual. Condenou-se o prazer sexual, sem mesmo pensar que tudo é criação divina, e que o respeito e a reverência entre os amantes é um grande aprendizado amoroso.
Porém, amar não é sacrificar-se pelo outro, mas entregar-se a uma atmosfera que exige verdade e sinceridade para manifestar-se em todo seu potencial.
Nossa sociedade parece que ainda brinca de fazer amor… Não consegue adentrar no verdadeiro estágio da plena sexualidade a nós destinada.

INSCREVA-SE em nosso canal no YOUTUBE e receba vídeos atualizados com dicas e orientações:

Inscreva-se Canal Youtube/Feng Shui Lógico

As melhores energias vêm do amor pela Vida, pelo nosso planeta, pelo nosso solo, pela nossa gente e por nós mesmos. Tudo o mais é consequência disso.

Livro Feng Shui Lógico, Stela Vecchi, Ícone Editora, 2004 – Compre aqui:

feng-shui-logico-stela-vecchi-icone-editora

A história do Feng Shui Lógico: como nasceu a adaptação do Ba-guá para o Hemisfério Sul?

Loja Feng Shui Lógico – Método Solar das Quatro Estações MSQE:
Bolas de cristal facetado com o cordão vermelho; ba-guás (exclusivo) para o Hemisfério Sul; livros e apostilas de Feng Shui Lógico e mais:

Loja Feng Shui Lógico
Confira o Programa do Curso Básico em nosso Website:
Programa Curso Básico de Feng Shui Lógico
Participe dos cursos ministrados por Stela Vecchi:
Feng Shui Lógico: Curso Básico, Avançado e Profissionalizante
Nos cursos de Feng Shui Lógico você recebe informações que serão úteis para toda sua vida!

Visite também o site: www.fengshuilogico.com

Fazer um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *