Maturidade emocional: você tem?

Nossas emoções precisam ser conhecidas para poderem ser trabalhadas. Se negamos sua existência ou se não conseguimos ter uma saudável autocrítica, persistimos em padrões de comportamento que não nos ajudam a viver de forma plena.

Muitas vezes o que nos atrapalha em direção a um maior desenvolvimento interno é justamente o bloqueio que existe em uma área ou mais impedindo que flua de forma uniforme a energia em nosso corpo.

Além da dificuldade de vermos com clareza que esse tipo de bloqueio (normalmente de origem emocional) causa, podemos estar acumulando energias que se tornam nocivas se não forem liberadas.

Assim, sentimentos limitantes como mágoa, culpa, ressentimentos, medo, se não forem compreendidos e, consequentemente, transmutados, tornam-se possíveis focos de doença, que não deixa de ser um desequilíbrio de energia.

Há alguns fatores que devem ser levados em conta nessa avaliação:
-A genética;
-A educação que recebemos;
-Nosso temperamento, isto é, a forma como recebemos as circunstâncias que nos rodeiam;
-O padrão cultural da sociedade em que vivemos;
-O que viemos aprender em nossa vida, isto é, nossa missão pessoal.

Algumas atitudes que nos auxiliam a libertar-nos:
– Não tentar mudar o outro, aceitá-lo como é, porém sem entrar na sintonia que não é sua.
– Não se julgar culpado (a) em relação às escolhas que os outros fazem.
– Ser você mesmo (a), sabendo se amar e se aceitar também.

Conhecendo nossas principais características e aonde queremos chegar como pessoas, poderemos estar construindo, dia a dia, com persistência, coragem e flexibilidade uma personalidade integrada e forte.
Seremos faixas-preta da emoção, dando prioridade a sentimentos profundos, ao invés de sentimentalismos.
Com sensibilidade, mas evitando cuidadosamente suscetibilidades; não levando a mal as atitudes mas conhecendo a natureza das pessoas e compreendendo o valor do aprendizado das situações vividas, iremos desenvolver uma nova visão da Vida.

O prazer de estar no controle, ao invés de estarmos sendo levados pelas circunstâncias, se revelará um dos maiores deleites, e podemos então desfrutar de nossa vida.
Não esquecer que na natureza o desenvolvimento das plantas é lento, havendo necessidade de identificar em qual “estação” nosso espírito se encontra para avaliar o real crescimento de nossas determinações.
Escolher a estação propícia nos poupa de esforços inúteis.

Harmonia pessoal é resultado de autoconhecimento e compreensão do momento que atravessamos na vida.

Cada pessoa tem o seu padrão particular e inconfundível. Através do Feng Shui nos ambientes, buscamos a harmonia com a Energia Cósmica. Por outro lado, cada energia pessoal é formada por partículas dos Cinco Elementos, em maior ou menor quantidade, o que resulta em uma personalidade específica. Com um pouco de autocrítica, podemos nos descobrir nas descrições abaixo e corrigirmos as distorções.

O Chi nos movimenta. Pode fluir para cima ou para baixo. Ele determina se nos mantém erguidos, andamos encurvados ou mancamos. Podemos alterar nossa aparência através da mudança de concepção interna, que a consciência proporciona.
Estamos direcionando hoje a pessoa que seremos amanhã.

A Liberdade Interna é fortalecida através da prática do Feng Shui.

• Quando nos observamos com imparcialidade e bom-senso podemos descobrir os elementos que estão em desequilíbrio e através da nossa intenção promover uma personalidade mais harmônica.
Podemos compreender melhor as pessoas que nos cercam e através dessa compreensão evitar atritos desnecessários com pessoas que possuem graus acentuados de desequilíbrio de um ou mais elementos.
• Por mais diferentes que possam ser os temperamentos das pessoas que convivem sob um mesmo teto, o equilíbrio promove um ponto em comum entre elas: o respeito mútuo.
• Através do amor a si mesmo, com bom senso, podemos alcançar a verdadeira dignidade a que fomos destinados. Muitas vezes, ao deixar a energia interna fluir, sem condicionamentos ou bloqueios, conhecemos um outro lado de nossa personalidade mais descontraído, alegre e com uma sabedoria própria tão peculiar que muitas vezes nos surpreendemos com nossa capacidade pessoal intuitiva de dirigir nossa vida para maior felicidade.

Nossas emoções precisam ser conhecidas para poderem ser trabalhadas. Se negamos sua existência ou se não conseguimos ter uma saudável autocrítica, persistimos em padrões de comportamento que não nos ajudam a viver de forma plena.

INSCREVA-SE em nosso canal no YOUTUBE e receba vídeos atualizados com dicas e orientações:

Inscreva-se Canal Youtube/Feng Shui Lógico

As melhores energias vêm do amor pela Vida, pelo nosso planeta, pelo nosso solo, pela nossa gente e por nós mesmos. Tudo o mais é consequência disso.

Livro Feng Shui Lógico, Stela Vecchi, Ícone Editora, 2004 – Compre aqui:

feng-shui-logico-stela-vecchi-icone-editora

A história do Feng Shui Lógico: como nasceu a adaptação do Ba-guá para o Hemisfério Sul?

Loja Feng Shui Lógico – Método Solar das Quatro Estações MSQE:
Bolas de cristal facetado com o cordão vermelho; ba-guás (exclusivo) para o Hemisfério Sul; livros e apostilas de Feng Shui Lógico e mais:

Loja Feng Shui Lógico
Confira o Programa do Curso Básico em nosso Website:
Programa Curso Básico de Feng Shui Lógico
Participe dos cursos ministrados por Stela Vecchi:
Feng Shui Lógico: Curso Básico, Avançado e Profissionalizante
Nos cursos de Feng Shui Lógico você recebe informações que serão úteis para toda sua vida!

Visite também o site: www.fengshuilogico.com

Fazer um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *