O Amor é uma chama dupla

Ou temos capacidade amorosa e a exercemos o melhor que podemos em todas as áreas de nossa vida, ou não a temos.

São João da Cruz, grande místico do século XVI, ensina:

O Amor
jamais chegará à perfeição
até que se juntem os amantes em unidade,
transfigurando-se um no outro;
só então estará perfeito totalmente.

Então, o amor é uma chama dupla, isto é, precisa encontrar a alma da qual é par pré-estabelecido. Porém, quando esse encontro acontecer, é muito provável que cada um estará pleno em si mesmo, tendo já completado sua meta de amar ao Deus Pai Criador acima de tudo e de amar a si mesmo com sabedoria, base para viver o amor de verdade.

Quem não sente faltar-lhe amor,
É sinal de quem nenhum amor possui,
Ou então está perfeito nele.
São João da Cruz, místico espanhol, séc.XVI

Stela Vecchi