Para que serve o sexo?

A energia sexual é poderosa e exige cuidados: pode fazer tanto bem como mal para o nosso campo áurico pessoal.

Numinoso

SEXO apenas como impulso do instinto ou pró-criação de uma personalidade harmônica?
Depende de você:

Na clássica questão religiosa sobre se a única função do sexo é a procriação, é evidente que não: a maior função do sexo é alimentar nossa sede de união, de “respirar juntos”, de afetividade sadia, de sermos incondicionalmente aceitos pelo outro por quem ansiamos.

A sensação única sentida por essa experiência preenche nosso ser de uma forma tão profunda que a partir daí nos sentimos uma nova pessoa , revelada pelo afeto recebido. Nos sentimos seguros, auto-confiantes. Porque nos sentimos de fato aceitos, que é uma necessidade básica de todos os corações.

Essa experiência quando autêntica tem o poder de nos transformar.

Creio ser essa experiência a chave para amadurecermos nossa emoção a ponto de nossas águas (temos 2/3 de água em nosso corpo, que correspondem ao nosso corpo emocional) tornarem-se estáveis, nos colocando em um novo patamar de compreensão e felicidade humanas.

Para incorporarmos essa virtude em nossa personalidade o que conta não é a quantidade de relações sexuais, mas a qualidade desses momentos tão intensos que vivemos.

O que é a energia sexual e onde a energia sexual se localiza?
É a matéria prima que recebemos, a quantidade de energia que dispomos e que está em nossas mãos expandir (amor saudável por si mesmo) ou retrair (não nos aceitamos integralmente). O mapa astral nos ajuda a conhecer a força que temos e os meios de desenvolvê-la. É nosso instinto de sobrevivência.

Este é o vórtice por onde o corpo recebe as energias telúricas, provenientes do centro da terra. Sua força destina-se a capacitar-nos a viver positivamente, dando-nos a garra e o instinto necessário para vencer na vida. Ao mesmo tempo provoca o seu equilíbrio, estimulando o desenvolvimento e funcionamento dos outros Chakras.
É onde reside a energia Kundalini que se movimenta em espiral. Quanto mais sensualidade, mais capacidade energética que pode ser transmutada.

Através dos tempos essa energia sofreu grandes alterações. Duramente reprimida na Idade Média (cinto da castidade, inclusive) favoreceu o desenvolvimento dos centros mais sutis. Hoje, o desafio é compreender o poder dessa força e utilizá-la com sabedoria, sem reprimi-la.

Está localizado na base do cóccix (base da espinha dorsal) e relaciona-se com as glândulas reprodutoras e sexuais (genitais, pélvis e membros inferiores).
É o chamado chakra básico ou kundalini (palavra sânscrita que significa “enrolado como uma serpente” e também o fogo latente na matéria).

Essa energia se sintoniza com a terra, a serpente que rasteja, mas que também é símbolo de astúcia (quando ainda não trabalhada) e de sabedoria (quando atinge o patamar da iluminação).
Em seu primeiro estágio, associamos então aos seres humanos que ainda agem por instinto, confundindo a atração que possam sentir com amor. O instinto é cego, e não consegue discernir as causas de sua atração e dependência, que podem ter várias causas, mas que se caracterizam pela imaturidade emocional. Assim, carências afetivas, baixa-autoestima, sadismo ou masoquismo, conflitos de não-aceitação das energias masculinas e femininas (simbolizadas pelos sentimentos que nutrimos pelo pai e pela mãe de revolta e não admiração) podem provocar paixões por pessoas que nos trarão experiências que podem nos confrontar conosco mesmo. Se bem absorvidas, podem nos trazer a cura e a maturidade emocional, fonte da verdadeira liberdade interior.

Portanto, a repressão não costuma ser o melhor caminho, porque será a compreensão que a experiência poderá nos trazer que irá proporcionar nossa elevação da energia sexual para a fase da co-criação.

Se a Kundalini representa o poder da matéria, é também o poder de criação do espírito concretizado na matéria. Do ponto de vista simbólico, o sexo traz em si ao mesmo tempo o masculino e o feminino (espírito não tem sexo), como o Sol e a Lua, o Yin e o Yang, o espírito e a alma, o fogo e a água, o princípio ativo e o princípio passivo, o consciente e o inconsciente. O sexo indica não só a dualidade do ser, mas sua bipolaridade e sua tensão interna. Quanto à união sexual, ela simboliza a busca da unidade, a diminuição da tensão, a realização plena do ser. Por isso os poemas místicos adotam a linguagem erótica para tentar expressar a inefável união da alma com seu Deus. (Dicionário dos Símbolos, Jean Chevalier / Alain Gheerbrant).

Quem não aspira a nada, não realiza nada. Aspirar é o começo da subida dessa energia, sem esquecer-se de manter os pés no chão para concretizar suas aspirações.

Sem a presença do numinoso¹ (estado vibratório intermediário entre as energias da terra e do céu), que envolve os amantes em uma aura forte e luminosa e os coloca em uma espécie de redoma energética, não há possibilidade desse estado citado ser atingido.
E o clima para ser forte não pode atingir apenas nosso corpo físico (o último a reagir, na verdade) e inicia-se com a admiração pela personalidade da pessoa amada, em um nível que vai além do que nossos olhos humanos podem perceber.
Essa admiração se intensifica através dos olhares e das palavras, principalmente as que não são ditas, que estão no ar…

Tudo é magia quando se atinge esse estado.

Se aguardássemos esse sinal, o surgimento do numinoso, para entrarmos de fato em uma relação sexual, evitaríamos a banalização de uma força poderosa, que exige conhecimento e a devida reverência para manifestar-se. Essa reverência também é a admiração pelo parceiro(a) e sem isso, o sexo pelo sexo apenas vampiriza nossas energias pessoais.

Sexo com admiração e reverência transforma-se em comunhão e alimenta nossos quatro corpos: espiritual, emocional, mental e físico. Pode por isso nos fazer conhecer o Amor Cósmico, a vibração que envolve os astros e as estrelas do Céu.
Na verdade, nosso amado planeta Terra também está no Céu, portanto também podemos, se quisermos, nos harmonizar com essa suave e deliciosa vibração.

Pelo contrário, sexo banalizado nos enfraquece.

¹Numinoso é sinônimo de: sagrado, sobrenatural, misterioso.

Leia também:

O Sol está para o Homem assim como a Lua está para a Mulher https://blog.fengshuilogico.com/2017/10/01/o-sol-esta-para-o-homem-assim-como-lua-esta-para-mulher/

O Sol está para o Homem assim como a Lua está para a Mulher

Stela Vecchi


Download grátis – Leia O Caminho da Sabedoria, de Stela Vecchi

Capa Caminho

INSCREVA-SE em nosso canal no YOUTUBE e receba vídeos atualizados com dicas e orientações:

Inscreva-se Canal Youtube/Feng Shui Lógico

As melhores energias vêm do amor pela Vida, pelo nosso planeta, pelo nosso solo, pela nossa gente e por nós mesmos. Tudo o mais é consequência disso.

Livro Feng Shui Lógico, Stela Vecchi, Ícone Editora, 2004 – Compre aqui:

feng-shui-logico-stela-vecchi-icone-editora

A história do Feng Shui Lógico: como nasceu a adaptação do Ba-guá para o Hemisfério Sul?

Loja Feng Shui Lógico – Método Solar das Quatro Estações MSQE:
Bolas de cristal facetado com o cordão vermelho; ba-guás (exclusivo) para o Hemisfério Sul; livros e apostilas de Feng Shui Lógico e mais:

Loja Feng Shui Lógico
Confira o Programa do Curso Básico em nosso Website:
Programa Curso Básico de Feng Shui Lógico
Participe dos cursos ministrados por Stela Vecchi:
Feng Shui Lógico: Curso Básico, Avançado e Profissionalizante
Nos cursos de Feng Shui Lógico você recebe informações que serão úteis para toda sua vida!

Visite também o site: www.fengshuilogico.com