A dimensão do Amor Cósmico

E todos seremos ensinados pelo Espírito Santo.

Na Idade Média, durante um capítulo anual entre os franciscanos, São Francisco soube que seus frades estavam exagerando na penitência corporal, usando cilícios cada vez mais pesados cingindo seus rins, por baixo de seus hábitos.
Com pena deles, São Francisco lhes pediu que não fossem tão severos consigo mesmos, com o irmão asno, como chamava o corpo, e lhes pediu que soltassem os cilícios: e ouviu-se o barulho das pesadas correntes que caiam ao chão, soltas de suas cinturas, e o chão ficou cheio dos instrumentos de tortura com que cada um se flagelava.

Fazendo uma analogia, e vendo o peso que carregamos hoje em nossos ombros e corações, esse é o momento que se abre para cada um abandonar o que o atormenta, sua dor pessoal e se amar a ponto de libertar-se.

Cada um terá que fazer isso por si mesmo, através de sua experiência pessoal, e saber o que é bom ou mau para si mesmo, buscando o bem e sabendo dizer não ao mal. Isso é liberdade. Assim cessa o sofrimento individual, base para o término do sofrimento coletivo. Porque sofrer em relação a si mesmo é pensar de uma forma e sentir de outra, gerando o conflito, a guerra interna.

Essa é a única forma de vir a nós o Reino dos Céus: através da consciência pessoal ser exercida com liberdade, tendo como meios o respeito pela vida e a confiança nela. Cada um que já pode exercer isso deve ser responsável por si mesmo, na verdade de seu sentir.
Porém, existe uma condição para podermos usar dessa liberdade:praticarmos a verdade, sem hipocrisia e na promoção da energia positiva.

Essa forma de ver modificará toda a sociedade.
Porque seremos valorizados pela qualidade e quantidade de energia benéfica que somos capazes de liberar, como o Sol, que é o astro-rei e rege um sistema planetário pela quantidade de luz e calor que emana, favorecendo a vida de seu sistema. Jesus Cristo tem a função semelhante à do Sol,que e´a criatura divina que mais tem semelhança com o Criador: é como um Sol em forma de Homem. Morreu em uma cruz, símbolo máximo de união entre todas as regiões da Terra: entre tudo e todos. Isso é a iluminação.
É a primeira vez que esta visão está disponível para muitos, e não para poucos, como sempre aconteceu através dos séculos.

Stela Vecchi

Vivemos para aprender a amar…
Conheça uma nova oitava do Amor Crístico:

Livro O Caminho da Sabedoria, de Stela Vecchi

Uma história vivida na mística Machu Picchu, berço de uma civilização que via no Sol e em seus solstícios e equinócios a magia de viver…
Download grátis – Clique aqui: Livro O Caminho da Sabedoria, de Stela Vecchi

Capa Caminho

Capa e Contracapa O Caminho da Sabedoria, Stela Vecchi
Capa e Contracapa O Caminho da Sabedoria, Stela Vecchi

Jesus Cristo visto de um Novo Ângulo

Visite também o site: www.fengshuilogico.com

Fazer um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *