A Educação e a Constituição do Brasil

Constelação do Cruzeiro do Sul
Constelação do Cruzeiro do Sul

cruzeiro-do-sul

Cap. III – Art. 206: O ensino será ministrado com base nos seguintes princípios:
VII – garantia de padrão de qualidade.

Reproduzimos esses trechos da nossa Constituição:
Constituição da República Federativa do Brasil(Publicada no Diário Oficial da União n.o 191-A, de 5 de outubro de 1988)

Preâmbulo
Nós, representantes do povo brasileiro, reunidos em Assembléia Nacional Constituinte para instituir um Estado Democrático, destinado a assegurar o exercício dos direitos sociais e individuais, a liberdade, a segurança, o bem-estar, o desenvolvimento, a igualdade e a justiça como valores supremos de uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos, fundada na harmonia social e comprometida, na ordem interna e internacional, com a solução pacífica das controvérsias, promulgamos, sob a proteção de Deus, a seguinte CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL.

No Capítulo III
Da Educação, da Cultura e do Desporto

Art. 205. A educação, direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho.

E no Art. 206: O ensino será ministrado com base nos seguintes princípios:
VII – garantia de padrão de qualidade.

E no Art. 208. O dever do Estado com a educação será efetivado mediante a garantia de:
V –acesso aos níveis mais elevados do ensino, da pesquisa e da criação artística, segundo a capacidade de cada um.

Diante do proposto em nossa Constituição, qual a nossa realidade?
Uma sociedade com altos níveis de violência, e com um visível decréscimo da qualidade cultural do povo como um todo.
Assim, este movimento nasce da vontade de colaborar para que a vontade do povo brasileiro expressa em nossa Constituição passe a ser uma realidade em um futuro não tão distante.

Concordamos com Paulo Freire:
“A educação deve ser responsável pelo desenvolvimento da consciência do ser humano com relação a si mesmo, ao outro e ao mundo, buscando tornar o homem responsável por seu próprio destino e da sociedade em que se insere.”

Renovação da Educação nas Escolas Públicas – diminuindo o abismo cultural entre os brasileiros.

A humanidade passa por momentos críticos, exigindo grande criatividade de cada um de nós para compreendê-los e superá-los.
A transição de valores pede humildade diante do processo. Nossa maior função é sermos colaboradores com flexibilidade e com ausência de preconceitos, parteiros do novo mundo social emergente.

Teremos a função de um obstetra, que mesmo sem compreender em sua totalidade o mistério da vida, possui conhecimentos suficientes para colaborar com o processo do nascimento de um nova criança.
Assim, a escola deve usar os conhecimentos e recursos de nossa época para auxiliar na formação do novo ser humano que emerge nesse processo de transição.
A ausência de preconceitos é fundamental: os grandes cientistas só chegaram em suas descobertas por serem espíritos buscadores da Verdade, sem preconceitos.
A Educação é a base de um povo. E a evolução de um povo é medida pelo cuidado que dedica à educação de suas crianças e adolescentes.
As Empresas do país investem em programas para seus funcionários priorizando temas como Qualidade de Vida e Motivação. E como é tratada a Educação em nosso país?
Relegada a um estado secundário, poucos percebem que a base de tudo repousa nos valores aprendidos e vivenciados na Escola.
O aprendizado social se concretiza nos ambientes escolares.
Nosso movimento é suprapartidário e supra-religioso: busca a verdadeira democratização do conhecimento disponível em prol de uma sociedade sadia.
Acreditamos que a paz é resultado da aceitação e do conhecimento das várias correntes que compõem o nosso mundo: portanto a escola deve promover esse conhecimento, base da aceitação sincera.

Os educadores de nossa época apontam para a necessidade de transformações profundas na forma de transmissão de conhecimentos.
Somos dotados de uma curiosidade natural por tudo que nos cerca, porém a forma como o conhecimento é passado é vital para a conscientização desse conhecimento.
Nos novos tempos, a percepção e o sentimento são os focos importantes, junto com a razão, para a formação de pessoas saudáveis em todos os níveis.
A necessidade de expressar-se e de interagir também é fundamental para nós: portanto precisamos incluir na forma de transmitir as matérias atividades estimulantes para professores e alunos.
Com metodologia específica, introduzir através de textos temas como autoconhecimento; o conhecimento do próximo; relacionamentos fortalecedores e/ou enfraquecedores e seus efeitos sobre a personalidade; o homem, a mulher e as diferenças e semelhanças; enfim o ser humano como um todo, dotado de corpo físico, razão, emoção, sentimento e espiritualidade. E adequado à idade do educando, claro.
O maior papel do professor é ser um descobridor de talentos, já que somos seres únicos e temos dons únicos para serem desenvolvidos.

Assim,
Conhecer é um dos maiores deleites do homem. Mas a forma como o conhecimento é passado e o cuidado com o professor, transmissor do conhecimento, é fundamental para que a atividade seja gratificante e eficaz para todos.
Nascemos para sermos felizes, para usufruirmos em paz e alegria do dom da vida.
E a compreensão gerada pelos conhecimentos atuais, a constatação de que somos seres únicos, e a busca de resultados palpáveis em nossos métodos educativos fará toda a diferença para o presente e o futuro da humanidade.

Nossa visão é universalista, e utiliza conhecimentos ocidentais e orientais para que a união entre tudo e todos seja possível, através do conhecimento e respeito pelas diferenças, semente do advento da paz social.

A sabedoria possui uma luz que se difunde, disponibilizando seus frutos e alimentando aos que se aproximam dela.
E a natureza nos ensina que da qualidade das sementes depende a qualidade dos frutos.
Existe dentro de cada ser humano um potencial para ser descoberto, que ativado promove a plenitude interna: e esse é o maior papel da Escola, proporcionar a cada aluno condições de acessar seu eu mais genuíno e seguir sua vocação assim despertada.

O lugar da Escola é ser um baluarte das verdades do saber, auxiliando a iluminar as decisões de um povo na condução de seu destino.
E o destino do Brasil é ser livre e ter um povo que usufrua dessa liberdade com consciência e alegria, bases do verdadeiro amor.


Escolas Públicas: quem fará a mudança?

Diretores,professores e funcionários:
A importância de profissionais conscientes de sua importância e poder na construção de uma sociedade saudável.

Escola: qual sua origem?
Um pouco de história – a escola como se encontra hoje nasceu em época muito diversa, em condições históricas muito diferentes.
As transformações sociais e a nova forma de vida exigem adaptações para que ela cumpra sua meta: formar pessoas preparadas para a vida adulta, além de dar suporte profissional.
É preciso enxergar o ser humano com um todo, em seu contexto, propiciando saúde espiritual, mental, emocional e física.
Muitos problemas hoje advêm da incoerência entre o que é oferecido na escola e a realidade contemporânea.
A finalidade da Escola é formar seres preparados em todos os níveis para a vida adulta porque a maior finalidade da educação é a auto-educação.
Convivemos hoje com sistemas educacionais que deixam a desejar em termos de resultados.
Apesar de o Governo ter investido na área, percebemos que há lacunas que não dependem só de verbas, mas de novos enfoques em uma das áreas prioritárias da sociedade: a formação de um povo.

Como alterar esse quadro?
Portanto, o nosso maior trabalho é “criar” na Escola ambientes harmônicos que favoreçam as atividades educativas e o aprendizado e dar ao professor o suporte para realizar sua grande missão: formar a sociedade.
Também é importante que o grau cultural do aluno seja medido na própria escola que o formou.
Melhor ainda, a avaliação do aluno e seu preparo deve ser feito durante todo seu período escolar, e não apenas para ingressar no ensino superior: insistimos que é a qualidade dos profissionais formados em um país e não seu número que revelam o verdadeiro grau cultural desse mesmo país.
Nosso trabalho enfatiza o poder dos Símbolos Nacionais e busca promover a conscientização da força que eles contém na unidade de um povo:
• O pau-brasil que é a árvore-símbolo do país ,
• A Bandeira Nacional, única no mundo que possui o céu estampado em sua face,
• Nosso Hino Nacional, que fala da natureza do país em quase todos os seus versos.
Amar é conhecer, sentir-se ligado, compreender, e não esquecer que no processo educativo limites colocados com suavidade e firmeza não geram traumas: ao contrário, favorecem a segurança interior do aluno.
Se formos cegos, quem pode se beneficiar de nossa direção?
Também enfatizamos o valor inestimável do trabalho manual e da música como atividades que propiciam o autoconhecimento e a revelação de habilidades.

Nosso projeto se apóia em dois pontos-chave:
1. Harmonizar os prédios e ambientes escolares
2. Palestras e vivências para os profissionais da área da Educação
3. Educação Emocional para os alunos de todas as séries
4. Educação Física enriquecida por práticas orientais, como Tai Chi Chuan

Técnica utilizada: Feng Shui Lógico, conjunto de técnicas que visa instalar a harmonia e o equilíbrio nos ambientes favorecendo o equilíbrio humano.

Essas técnicas estão explicadas no livro Feng Shui Lógico, escrito por Stela Vecchi e publicado pela Ícone Editora – São Paulo – 2004 e são adaptadas para a área da Educação.

Informações sobre a técnica adotada:

Feng Shui Lógico
O que é Feng Shui Lógico e como age?
Feng Shui é um antigo método descoberto pelos chineses com a finalidade de integrar o ser humano na natureza que o sustém. Não vivemos sem o sol, a água, a terra e seus frutos e é só conscientes disso que progredimos e expandimos nossa concepção do mundo.
Feng Shui Lógico é a modernização deste método, associando-o com as comprovações científicas na área de comportamento humano e adaptando-o para nossa realidade geográfica.
A nossa vida possui muitas áreas importantes: nossa família, nosso trabalho, nossos sonhos, nosso desenvolvimento como pessoa, nosso lazer, amigos, e nos conhecermos cada vez mais.
E tudo isso ocorre ao mesmo tempo, acontece simultaneamente.
O método chinês procura ordenar essas áreas e relacioná-las com o caminho que o sol percorre durante o dia sobre nossas casas e locais de trabalho, além de o conhecimento da Rosa-dos-ventos e seu significado na vida humana.
Nosso povo não tem o costume de cultivar senso de espaço e esse estudo nos ajuda a encontrar nosso ponto de referência a partir do entendimento de que lugar, geograficamente falando, ocupamos no planeta e suas características geográficas e culturais.
Nosso corpo é nosso templo, e nossa casa e local de trabalho é a morada desse templo.
O Feng Shui trata do corpo e do abrigo do corpo.
Passamos grande parte do tempo de nossa vida no local onde trabalhamos. É muito importante para nosso equilíbrio que nos vejamos como caminhantes da vida, lado a lado. E a Escola se torna de uma certa forma, nossa família também.
Hoje já se fala da família cósmica, do grande encontro entre pessoas que apesar das diferenças entre nós ( cada ser é único, não existem duas pessoas iguais) se respeitam e vêem as diferenças como enriquecimento mútuo, e não como agressão.
O respeito às diferenças é a base da harmonia.
O Feng Shui precisa ser difundido associado com as descobertas científicas dos últimos tempos, provar sua eficácia e se mostrar capaz de começar a criar uma ordem no meio da diversidade que faz parte da vida.
E nós enriquecemos nossa visão ocidental com o acréscimo da visão oriental que essa sabedoria nos traz, aumentando nosso bem-estar e qualidade de vida.
Nossa proposta:
1. Harmonia nos ambientes:
Utilizar o conhecimento disponível para criar a harmonia nos prédios escolares com a finalidade de favorecer as práticas educativas através de:
• Cores,
• Plantas, flores e jardins,
• Pôsters do sistema solar, do nosso planeta,dos hemisférios, da natureza;
• Disposição das carteiras em salas de aula;
• Sanitários adequados,
• Entrada convidativa.
• Decoração dos ambientes escolares levando em consideração a harmonia ambiental.

2.Palestras, vivências periódicas com os profissionais da educação e debates interativos.
I. Palestras direcionadas para os profissionais da Educação:
Objetivos das palestras: aumentar a motivação e a auto-estima dos profissionais da educação.
Repassar para eles os conhecimentos já disponíveis que facilitam o exercício de suas funções.
Pretendemos:
Fornecer informações para conquista e manutenção do estado de equilíbrio pessoal de todos que trabalham para a difusão do ensino no país e dos alunos através de palestras e vivências que auxiliem o profissional da educação a ter um maior contato com seu mundo interior, facilitando assim o conhecimento de si, do outro e do mundo que o cerca.

As palestras e vivências terão como roteiro quatro pontos fundamentais para que se estabeleça a saúde física, emocional, mental e espiritual:
• Conexão com o próprio corpo
• Conexão com o outro
• Conexão com a comunidade
• Conexão cósmica através da espiritualidade: suprarreligioso, nossa visão estimula a atitude amorosa diante da vida, o amor por si mesmo e pelo outro, base de uma sociedade harmônica.

O Amor nos faz sentir em harmonia com o próprio Universo.
O amor nos torna maleáveis, seguros, fortes e complacentes.
O amor nos dá a quietude da alma.

A finalidade do autoconhecimento é liberar a energia do desenvolvimento espontâneo,e portanto receptor das energias benéficas da vida. Está sendo exigido do ser humano conhecimento para discernir o que faz bem ou mal para ele; e, ao mesmo tempo, coragem para tomar as atitudes que o colocarão em posição favorável em relação às oportunidades da vida.
Facilitar para o professor esse conhecimento é disponibilizá-lo para o educando.
Diplomacia, verdadeiro amor, respeito por si mesmo e pelo outro e a justa medida das coisas são alguns atributos para a travessia em direção à liberdade pessoal e à alegria. Fomos criados para a felicidade ( plenitude) e para a liberdade.

Pontos importantes:
Da motivação:
• Conscientizar o professor da importância de sua função no papel transformador da sociedade.
• Fornecer-lhes o conhecimento já disponível sobre a natureza humana, suas necessidades, características e ponto de equilíbrio para que facilite o acesso ao seu eu interno.
• Introduzir livros considerados adequados para o surgimento da visão pessoal diante do mundo.Promover debates sobre a compreensão dos livros lidos.

Do conhecimento:
• A importância do conhecimento das direções cardeais e noções básicas de Astronomia como facilitadores da compreensão do Universo que nos cerca, para que a pessoa adentre em sua verdadeira dimensão humana e cósmica.
• A importância dos símbolos nacionais na unidade de um povo, e conscientização de seu significado.

Da dinâmica no relacionamento professor/ aluno:

• Fornecer técnicas de abordagem para o melhor aproveitamento do aluno em relação às matérias dadas.

• Estabelecer pontos de referência para o professor na condução de casos em que alunos prejudicam o andamento das atividades.

• Novos conhecimentos na área de comportamento humano mostram que há personalidades resistentes ao convívio social sadio, necessitando de atitudes diferentes das aplicadas usualmente. ( Folha de São Paulo -13/02/2005 –Entrevista com Michael Stone, psiquiatra e estudioso da personalidade).
Portanto,
Fornecer apoio ao professor através de profissionais especializados em comportamento humano quando diante de alunos que têm dificuldade em interagir de forma sadia em sala de aula.

Finalizando,
Objetivos da proposta:
– melhorar o relacionamento entre o profissional da educação e o educando mediante a compreensão de suas funções e papéis;
– melhorar o relacionamento entre diretor, professores e funcionários da escola, já que possuem os mesmos objetivos e trabalham para o mesmo fim: difundir o conhecimento da forma mais eficaz e gratificante possível. A colaboração de todos é importante para atingir a meta.
– favorecer o surgimento de uma ordem social mais harmônica e com isso colaborar para o crescimento sadio do povo brasileiro.

Stela Vecchi

Autora do livro Feng Shui Lógico – Ícone Editora – São Paulo – 2004.
Fundadora do Movimento pela Renovação da Educação das Escolas Públicas –
Projeto Alpha- Crux
E-mail: stelavecchi@uol.com.br
Breve biografia
Stela Vecchi – Professora e escritora, tendo criado a nova técnica denominada Feng Shui Lógico, da Escola da Harmonia Universal, baseada no movimento do Sol, adaptando os estudos orientais sobre equilíbrio para nossa realidade geográfica, com as estações do ano coerentes para o Hemisfério Sul.
Mentora do Programa Renovação da Educação, que foi criado com o objetivo de diminuir o abismo cultural entre os brasileiros.
É formada em Letras, tendo experiência com classes de 5ª.séries até 3º.Colegiais em escolas públicas e particulares.
Entre outros, possui o Curso de Astronomia Básica pela Escola Municipal de Astrofísica de São Paulo – SP, ministrado pelo Prof. José Caros Barsotti.
Estudiosa das vertentes orientais e ocidentais de conhecimento e espiritualidade, tem como missão a busca da união das consciências através desses conhecimentos, base verdadeira para a paz entre nós.

Livros publicados: Feng Shui Lógico – Ícone Editora – 2004 – São Paulo
No Céu do Hemisfério Sul – Brasil, um Novo Começo, São Paulo, 2006
O Caminho da Sabedoria, São Paulo, 2008

Bibliografia específica:
Mendes, Maria Cândida de Moraes – O Paradigma Educacional Emergente – Campinas – SP – Papirus-1997
Freire, Paulo – Pedagogia da Autonomia – Saberes necessários à pratica educativa – Editora Paz e Terra, 2002 – São Paulo.
Servan-Schreiber, David – “Curar o Stress, a Depressão e a Ansiedade sem medicamentos nem Psicanálise”- Sá Editora – 2004
Zohar, Danah – Inteligência Espiritual – 2001

Extraído de No Céu do Hemisfério Sul – Brasil, um Novo Começo, de Stela Vecchi

Leia o livro na íntegra:

Download Grátis – A Bandeira Brasileira e a Educação no Brasil – Livro Brasil, um NOVO COMEÇO (NO CÉU DO HEMISFÉRIO SUL), de Stela Vecchi

Dedico este livro ao povo do meu país, ao solo desta terra, e ao futuro iluminado pelo Sol do Novo Mundo que nos espera.
E a todos que trabalham pela difusão do ensino em nosso país.