Como as emoções afetam nossa saúde – Sorrir é uma necessidade do corpo e da alma


Foto: Valéria Pontes e Zezé Mota

A cura está em entender as mensagens do corpo e olhar para dentro de você mesmo. lsso que os orientais sabem há milênios só recentemente a medicina ocidental reconheceu: os males que afetam o corpo também têm raízes nas emoções e no estado de espírito. ‘Nosso corpo é formado de matéria e energia.’

Sorrir de maneira tranquila revela um doce estado de alma.

… As doenças se instalam quando o fluxo de energia está desequilibrado, e as causas são tanto externas quanto internas’, explica Mauro Perini, ginecologista e especialista em medicina tradicional chinesa, de São Paulo.

Portanto, não são apenas os vírus, os maus hábitos alimentares e o abuso de álcool e fumo que prejudicam a saúde mas também a tristeza, o desânimo e a raiva.

Para entender como os sentimentos negativos podem se transformar em algo tão pesado e até desencadear doenças, é possível compará-los à chuva. A princípio, há apenas uma certa umidade no ar – que corresponde, no ser humano, a sentimentos que incomodam sem que se perceba.

A umidade começa a se condensar em nuvens leves – ideias, pensamentos e emoções já perceptíveis, mas ainda pouco consistentes. As nuvens se adensam até se transformar em chuva (sentimentos negativos, como ressentimentos e tensões), que cai sobre o solo – nosso corpo. Quanto mais forte a chuva, mais problemas ela é capaz de provocar.

A comparação está no livro francês Dis-Moi Où Tu As Mal, Je Te Dirai Pourquoi (Diga-Me Onde Dói e Eu Direi Por Quê, Editora Campus), de Michel Odoul.
O organismo dá sinais que evidenciam o problema antes que ele se manifeste. ‘Percebê-los nem sempre é fácil, pois exige olhar para dentro de si’, afirma Susana de Albuquerque Lins Serino, médica e psicoterapeuta de São Paulo que trabalha com psicossomática (o estudo das influências psíquicas nos problemas orgânicos).
Muitas vezes, basta notar as pequenas contrariedades do dia-a-dia para descobrir o que não vai bem. O estado emocional fragilizado pode até abrir espaço para ataques de agentes externos, como vírus e bactérias.

‘Não existe cura se não tentarmos identificar dentro de nós o que está errado e lutar para resolver o problema’, ressalta a terapeuta Susana Serino. ‘Ficar doente é uma oportunidade de conhecer e encontrar nossa própria capacidade de cura’, conclui. Saiba como funcionam as relações entre as partes do corpo, os sentimentos e as doenças mais comuns, segundo o médico e psicoterapeuta alemão Rüdiger Dahlke, autor dos livros “A Doença como Linguagem da Alma” e “A Doença como Símbolo” – Pequena Enciclopédia de Psicossomática (ambos da ed. Cultrix).

ALGUNS EXEMPLOS:

COLUNA – todo peso do corpo e por extensão do mundo é sustentado pela coluna. Se você agüenta um fardo extra , como uma responsabilidade que não deveria ser sua, é a coluna que sofre. Quando nossas crenças são abaladas, esse sistema de sustentação do corpo enfraquece. Quem anda com as costas curvadas e o rosto voltado para o chão, mostra desgosto em viver e sentimento de inferioridade. Para encarar a vida de frente e olhar para cima, o primeiro passo é endireitar a coluna.

ARTICULAÇÕES: movimentos difíceis e dolorosos sinalizam dificuldade de seguir em frente em algum ponto da vida, ou ainda que o corpo pede descanso. Dores nas articulações são frutos de rigidez de pensamento, do bloqueio de manifestações de choro ou raiva por exemplo, e da negação de lidar com assuntos antigos, mas que causam incômodo. Quem acorda travado, sem condição de levantar da cama, pode estar exigindo demais do corpo que acaba providenciando o repouso forçado.

ESTÔMAGO: quem se preocupa de forma exagerada ou por antecipação e rumina ressentimentos está propenso a problemas nesse órgão, que recebe e processa as impressões vindas do exterior assim como faz com os alimentos. Uma das doenças mais comuns em executivos é a úlcera. Eles costumam ser obrigados a aceitar uma contrariedade atrás da outra no dia-a-dia.

INTESTINO: não é à toa que se diz que gente mal-humorada é enfezada. Intestino preso é sinal de raiva acumulada, tensão e falta de flexibilidade para deixar as coisas fluírem, por medo, timidez, ou dificuldade de perdoar. Já a diarréia, mostra a falta de capacidade de absorver informações e elaborá-las. Quem rejeita tudo o que se apresenta e não consegue assimilar novas experiências está sujeito a intestino solto.

http://vivaemharmonia.com/

As melhores energias vêm do amor pela Vida, pelo nosso planeta, pelo nosso solo, pela nossa gente e por nós mesmos. Tudo o mais é consequência disso.

Livro Feng Shui Lógico, Stela Vecchi, Ícone Editora, 2004 – Compre aqui:

feng-shui-logico-stela-vecchi-icone-editora

Video com Stela Vecchi: Como achar o Norte com a bússola? Feng Shui Lógico para o Hemisfério Sul

Confira a aplicação do ba-guá:Como aplicar o Ba-guá pelo Método Solar das Quatro Estações segundo o Feng Shui Lógico

A história do Feng Shui Lógico: como nasceu a adaptação do Ba-guá para o Hemisfério Sul?

Loja Feng Shui Lógico – Método Solar das Quatro Estações MSQE:
Livros, apostilas, ba-guás para o Hemisfério Sul, bolas de cristal facetado:

Loja Feng Shui Lógico
Confira o Programa do Curso Básico em nosso Website:
Programa Curso Básico de Feng Shui Lógico
Participe dos cursos ministrados por Stela Vecchi:
Feng Shui Lógico: Curso Básico, Avançado e Profissionalizante
Nos cursos de Feng Shui Lógico você recebe informações que serão úteis para toda sua vida!

Visite também o site: www.fengshuilogico.com