Emoções mal resolvidas = depressão

Através dos tempos a forma como o ser humano interpreta a realidade determina seu tipo de vida.
Sabemos que a verdadeira visão se processa no cérebro, isto é, a partir das informações que temos. Quanto mais informações adquirimos, mais nossa visão se amplia. E através da meditação é que absorvemos essas informações.
Os maiores obstáculos para essa percepção são justamente os bloqueios que sofremos nas emoções. Emoções mal resolvidas impedem que vejamos com clareza. Portanto, só quando somos livres dentro de nós e temos nossas emoções bem resolvidas e sadias é que podemos ver a realidade em toda sua profundidade.

O ser humano liberto é aquele que transcende sua própria história pessoal e consegue viver uma época sabendo-se filho da eternidade.

Na verdade, a base continua sendo o conhecimento e a cura de cada um através do conhecimento de sua própria natureza. Através do axioma de Sócrates – Conhece-te a ti mesmo – e do conhecimento das leis que regem a natureza esclarecidas pela Ciência podemos fazer um esboço da verdadeira realidade, que existe além do tempo e do espaço, e apenas passível de ser intuída por nós no estágio em que nos encontramos.

Na verdade, o que importa é aquilo que é, não o que queremos ver.

Quanto mais seres humanos virem a verdadeira realidade, mais a sociedade se aproxima de momentos de paz. A paz como resultado de imenso respeito à natureza de cada um, reflexo da realidade divina.
A Religião, a Filosofia e a Ciência procuram explicar a realidade, porém a Ciência, sempre se considerando suas limitações, deve ser o denominador comum para que essa realidade de torne uma para todos nós. Com os avanços científicos está cada vez mais possível fazer a associação entre Ciência e Religião, porque o estudo de Deus tem que levar à mesma conclusão que o estudo de sua obra, o Universo.

Uni Verso – A unidade na diversidade
Com toda sua variedade, a vida se manifesta com características comuns: as plantas possuem raízes, folhas e se reproduzem através de sementes, folhas ou estacas. Assim, na incrível variedade do reino vegetal, encontramos denominadores comuns. E dentro dessa referência, também nos reinos animal e mineral.
Portanto, tudo se desenvolve através de leis. O desconhecimento dessas leis gera preconceitos, atitudes insensatas e divisão entre nós. Ao contrário, quanto mais conhecemos essas leis mais nos aproximamos do respeito e da harmonia entre nós. A Luz, representada pelo verdadeiro conhecimento, traz a razão à tona, excelente denominador, enquanto as trevas, símbolo de ignorância e cegueira, divide cada vez mais a humanidade.

• Amor verdadeiro, enquanto Sabedoria, age baseado na Razão humanizada pelo Coração e traz a força capaz de realizar algo tão difícil como a união entre seres tão diferentes, mas que possuem, como todas as outras formas de vida , denominadores comuns.

• Um desses denominadores comuns são os 4 pontos cardeais, usados desde os primórdios da Humanidade para nos guiar. O Feng Shui Lógico estuda as relações entre o ser humano e os espaços em que vive, buscando equilíbrio e harmonia em sintonia com os pontos cardeais e sua simbologia. Para isso esse estudo se baseia na observação profunda e criteriosa da Natureza, livro vivo que com suas lições nos aproxima do bem estar físico, emocional, mental e espiritual.

• Só em estado de liberdade interna é que podemos intuir e viver essa realidade, porque a verdadeira vida necessita de paz para manifestar-se em plenitude.

Stela Vecchi

Neste blog você encontra no link abaixo detalhes para a colocação do Ba-guá, com ilustrações, conhecendo assim as áreas de sua casa segundo o Feng Shui Lógico:

Neste vídeo de 2 minutos, veja como aplicar o Ba-guá na Perspectiva Feng Shui Lógico – para o Hemisfério Sul:
Como achar o Norte e aplicar o Ba-guá para o Hemisfério Sul – Feng Shui Lógico com Stela Vecchi

Para criar a conexão com a Natureza:

A história do Feng Shui Lógico: como nasceu a adaptação do Ba-guá para o Hemisfério Sul?

Fazer um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *