O momento da co-criação: a Terra entrando em harmonia com o Céu

auraplanetaria
Chegou o momento de recriar a vida humana. O novo mundo começa dentro de você, quando você começa a enxergar novas possibilidades de viver sua vida e novas formas de responder aos velhos conflitos humanos.

A compreensão do amor atinge novos patamares, embora com grande atraso de tempo porque a transição planetária para uma nova dimensão de vida chegou com a conseqüente aceleração da vibração e nos pegou na grande maioria desprevenidos.
Nem todos conseguem ver que a matéria é um veículo, um instrumento do nosso espírito a um passo de tornar-se cônscio de seu poder.

A parte não é maior que o Todo, porém participa de sua natureza. Essa é a verdade que repousa em nosso interior e que só o conhecimento claro de nossas tendências, capacidades e desafios podem nos dar o domínio de nós mesmos.
E sem esse domínio, o que somos? Escravos de nossas paixões, ou espectros da ausência de nossas paixões, sem ânimo para promover as mudanças que precisamos fazer em nosso interior.
Existe uma paixão benéfica: a paixão serena pela vida em si, por estar participando dessa aventura de viver e poder transformar nosso mundo interior em algo cada vez mais agradável e criando novos elos com o incrível Universo do qual fazemos parte.

É preciso aprender a pensar tendo como horizonte a própria eternidade de nosso espírito.
Ver além das aparências de nossos corpos mortais.
Co-criar a Vida tendo como objetivo não só preservar como aumentar onde for necessário a vitalidade da Natureza.

A vida é um projeto muito sério do Universo, e você faz parte desse projeto.
A parte que você deixar de fazer no sentido de colaborar com a Vida, ninguém poderá fazer por você, porque a responsabilidade de cada um é intransferível.

A base da nova visão é que os extremos se tocam.
As verdades de cada época são relativas e passíveis de serem aperfeiçoadas diante de novas descobertas.
Tudo está em contínua mudança: a mudança é a própria essência da Vida.
A única lei é a busca do bem maior sempre, em toda situação que vivenciamos.
Cuidadosamente, devemos evitar sofrimentos desnecessários e com a visão imparcial que só a verdade e a justiça podem nos oferecer. E isso só é possível quando sabemos separar o joio do trigo.

Você já sabe e age de acordo com esse saber?

Stela Vecchi

Neste blog você encontra no link abaixo detalhes para a colocação do Ba-guá, com ilustrações, conhecendo assim as áreas de sua casa segundo o Feng Shui Lógico:

http://blog.fengshuilogico.com/2009/01/16/bagua-aplicado-pelo-metodo-solar-das-quatro-estacoes-feng-shui-logico/

Fazer um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *