A natureza de Deus

[photopress:tri__ngulo_com_trigramas_1_2.JPG,full,alignleft]Só o que é sagrado pode compreender o Sagrado.

As religiões falam da natureza de Deus.
Deus, a riqueza infinita, a mais pura, a mais sábia das energias.
O Sublime.
O que era, o que é, o que há de vir.
Vive em tudo e ao mesmo tempo acima de tudo, em um Reino inviolável onde só é permitida a entrada aos que se vestem de linho puríssimo.
Estabelecer qualquer contato com Ele (de fato) é tão difícil quanto um camelo passar pelo fundo de uma agulha.
À primeira vista, é impossível.
É preciso conquistar os favores desse Rei, o Senhor de tudo, e que detém todo o poder sobre o Céu e a Terra. O Criador do Universo. O Criador do Sangue e da Vida.

O ser humano que pretende atingir os mais altos cumes da vida na Terra deverá primeiro buscar o Reino dos Céus e Sua Justiça.
Boa vontade e coragem são essenciais porque o tempo de Deus não é o nosso tempo e aprender a sofrer suas demoras será um importante fator nesse caminho.

Se observarmos todos os preparativos que alguém que queira galgar o Everest precisa fazer, podemos imaginar que na vida espiritual os cuidados necessários também são imprescindíveis. Só um louco tentaria galgar o Everest despreparado. Só um louco tenta penetrar os domínios de tão grande Rei sem Sua permissão.
Essa é a razão das religiões, o sal da Terra, terem perdido o valor de salgar e hoje não estarem levedando a massa social de forma a produzirem os verdadeiros adoradores, os que adoram em espírito e verdade no mais profundo de seus corações.

Mas, quando o Filho do Homem voltar, encontrará Ele alguma fé sobre a Terra?
Fé e Razão andam juntas. Nos últimos 2000 anos a humanidade teria que ter buscado subsídios para alicerçar sua fé. Só o estudo aliado ao puro interesse de conhecer a Vontade de Deus em sua vida pode fazer o milagre de abrir o olho de seu coração, fechado nas trevas de seu interior, e levar a Luz até ele.
É o coração que nos ilumina.
É o sangue de nossas entranhas que possui a capacidade de transformar nossa vida pela intenção que brota em uma única linda vez e que será a tocha que iluminará nossas noites escuras até chegarmos à aurora perene dentro de nós, mesmo de noite…
Só os grandes amantes de Deus podem ter o acesso de Seu Coração: Seu reino é arrebatado por aqueles que O amam e chegam até a fazer violência contra si mesmos pelo Seu Amor: os que chegaram a perder sua vida pelo Seu Amor a reencontram acrescida de todos os dons.

O mistério continuará, porque essa estrada e esse Reino não têm fim. O sofrimento, sim. Nossa compreensão se dilata e percebemos que estar nas mãos de Deus é não ter mais motivo para a dor.

Deus exigente, Pai amoroso, nos dirige através dos acontecimentos e percebemos que Ele quer amigos, não súditos. Sua ação nos elevará desde que nossa humildade diante de Seu poder e nossa mansidão diante de Seu Amor sejam nossas divisas.

Sem nenhum ciúme, alegra-se em nos fazer partilhar de Sua felicidade para que sejamos um só coração.

A verdade de nossa vida, e de nosso coração e rins nos santifica e nos prepara para esse encontro com o Divino.

Stela Vecchi

Bibilografia
Bíblia Sagrada
Pacem in Terris, encíclica de João Paulo II
Obras de São João da Cruz
Obras de Santa Tereza D’ Ávila
[photopress:tri__ngulo_com_trigramas_1_2.JPG,full,alignleft]

Fazer um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *