Profecias: A Cruz formada por estrelas no Céu do Hemisfério Sul

No Céu do Hemisfério Sul, a senha para um Novo Começo
A era da transparência e da verdade do coração

E os habitantes da Terra vivendo em harmonia com o Sol e as Estrelas

Os livros de Stela Vecchi são um convite à reflexão sobre o significado dos símbolos, sobre o que sua forma encerra dentro de si, como um rito de passagem para a visão progressiva – a atualização no tempo e no espaço da visão que o ser humano tem da vida – integrando seus quatro corpos: físico, mental, emocional e espiritual.

Vamos alcançando essa visão através do estudo e da compreensão dos efeitos do eixo do Tempo que a Terra percorre no espaço, com seus acontecimentos e as modificações que eles trazem, formando um quebra-cabeça que se encaixa no tempo certo.
O planeta Terra é nossa nave espacial, porque viaja através do espaço.
É nossa casa maior, já que habitamos sobre ela.
Conhecer o caminho do nosso planeta é também conhecer o nosso caminho, e o senso de orientação que esse conhecimento nos traz produz uma sensação de paz dentro de nós.
O físico, a matéria, é a manifestação da energia que a contém, do espírito.

O intuito é associar coisas que aparentemente não têm ligações, e demonstrar que tudo está interligado, que a vida é um tecido único que envolve tudo e todos.

O Céu é fonte de inspiração e de rumo permanentes para a humanidade: foi olhando para o Céu que a humanidade chegou até aqui.As nações expressam esse sentimento através de suas bandeiras já que muitas, como o Brasil, têm astros do céu, principalmente estrelas, impressos em seus símbolos nacionais*.
Mas o advento das luzes artificiais, que nos trouxe tanto conforto, e os novos hábitos que a eletricidade introduziu, esmoreceu o fulgor do Sol, apagou o brilho do céu noturno nas grandes cidades e há muito deixamos de contemplar o Céu.

Esquecer de olhar o céu é deixar de alimentar nossos sonhos mais íntimos, e que nos impulsiona a amar mais a Criação da qual fazemos parte. E que nos faz recordar que na casa do Meu Pai há muitas moradas…

A humanidade sempre teve os seus exponenciais, que compreendiam esses significados velados.
Agora, é preciso que se revele amplamente, para que finalmente possamos evoluir como um todo e criar junto com o Céu a sociedade que sonhamos.

O ser humano livre tem os pés no chão, e os olhos nas estrelas…

– Ora (direis) ouvir estrelas! Certo perdeste o senso!
– E eu vos direi, no entanto,
– Que para ouvi-las, muitas vezes desperto
E abro as janelas, pálido de espanto…

E conversamos toda a noite, enquanto
A Via-Láctea, como um pálio aberto, cintila
E, ao vir do Sol, saudoso e em pranto,
Inda as procuro pelo céu deserto.

Direis agora: — Tresloucado amigo!
Que conversas com elas?
Que sentido tem o que dizem, quando estão contigo?

E eu vos direi:
– Amai para entendê-las!
Pois só quem ama pode ter ouvido
Capaz de ouvir e entender estrelas.

Olavo Bilac – 1865 – 1918
Poeta brasileiro que compôs a letra do Hino À Bandeira.

Stela Vecchi é escritora e consultora de Feng Shui.
Autora do livro Feng Shui Lógico (Ícone Editora, SP, 2004), ministra cursos de Feng Shui Lógico, técnica que favorece a felicidade porque deixa sua casa harmoniosa e plena de energia benéfica.
Autora do livro No Céu do Hemisfério Sul – Brasil, um Novo Começo, onde analisa a bandeira brasileira de um ponto de vista inédito.
Seu terceiro livro, O Caminho da Sabedoria, é sobre o amor e sobre o verdadeiro significado dos relacionamentos amorosos em nossa vida.

Visite também o site: www.fengshuilogico.com

Fazer um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *