A pedagogia do desejo e o amadurecimento emocional que ele nos traz

Vermelho
Vôo
Viver plenamente exige criatividade, muito amor no coração, compreensão e sabedoria. Como cada ser humano é único e possui necessidades diferentes, a regra é que não há regras: o importante é buscar sempre o Bem maior em cada situação.

Quando nascemos recebemos características de temperamento que não podem ser mudadas, só aperfeiçoadas. E também sabemos que natureza reprimida gera violência ou depressão. Ou os dois. Nesse sentido, diferenciar desejos de necessidades básicas é fundamental: temos necessidade de amar e de nos sentir amados, por exemplo. Muitas vezes o desejo brota de necessidades básicas não satisfeitas.

Nossa energia pessoal precisa de equilíbrio, segurança. Comunicação fluente de nosso mundo interior para não nos sentirmos isolados. E da pitada do desejo, tempero de nossa vida.

O desejo tem analogia com o Elemento Fogo, tão necessário para nossa vida porém exige cuidado em seu manuseio, porque pode nos queimar.

Mas há desejos e desejos… desde o simples desejo de comer um doce; desejo da presença de uma determinada pessoa; desejo de bens materiais; e até o desejo de trazer luz e paz para a Terra.
Costumamos dizer que todo desejo deve ser passado por uma peneira: alimentá-lo e satisfazê-lo irá fortalecer minha energia, fazer-me bem, ou o contrário?

A partir dessa reflexão, que pode ser ensinada, alguns tipos de desejo podem ser facilmente dissolvidos pela razão: portanto, aprender a cuidar de si mesmo, a se amar, a entender que desejos também são parte da Vida e de nossa evolução pessoal é a raiz do discernimento em relação aos desejos saudáveis e aos nocivos, isto é, aqueles que dispersam nossas energias, nos enfraquecendo.

Precisamos aprender a separar o joio do trigo, isto é, dar força aos desejos saudáveis que nos trazem mais vida, e enfraquecer através da compreensão os desejos que podem atrasar nossa evolução. Este é o grande aprendizado de nossas vidas que cada um precisa realizar por si mesmo.

Esse aprendizado por vezes exige experiências dolorosas e pode ser amenizado pelo esclarecimento de como tudo isso acontece dentro de nós.
A consciência cria e molda nossa realidade: quanto mais consciência mais estaremos aptos a identificar e a dosar a intensidade de nossos desejos, para que se tornem uma saudável fonte de prazer em viver.

Todas as energias têm seu ponto de equilíbrio. Até o desejo.
São o desejo e a paixão que nos movem: sem eles, não existiriam os grandes santos, os grandes cientistas…
Só que deve ser uma paixão serena, como se regulássemos o fogo para que ardesse de forma contínua, e não como uma labareda que se consome intimamente, até desaparecer…

Paixão serena pela Vida exige um coração educado pela razão humanizada, gerando a verdadeira liberdade de ser, onde somos senhores de nossos desejos, não o contrário.

Stela Vecchi


Download grátis – Leia O Caminho da Sabedoria, de Stela Vecchi

Capa Caminho

Visite também o site: www.fengshuilogico.com

One Comment

Fazer um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *