Palavras e bom senso, uma ponte para o equilíbrio

As ervas da manhã não nascem mais suaves e macias do que nasceram do interior de si mesmas. Autor desconhecido

Somos seres criadores. Se pensarmos em que tudo tem um padrão vibratório e que atraímos aquilo que está na mesma frequência desse padrão , “na mesma sintonia”, podemos deduzir a força que tem a palavra em nossa vida,principalmente as mais veementes e cheias de emoção.

Portanto, se quisermos para nós circunstâncias suaves e agradáveis, precisamos “plantar“esse tipo de atitude em nossa personalidade. É claro que há situações em que a firmeza e até a indignação possam ser necessárias: mas são situações específicas que não devem tornar-se rotina, sob pena de entrarmos em um verdadeiro torvelinho emocional.

Nosso equilíbrio depende de tratarmos cada situação conforme ela necessita ser tratada: algumas com espírito de compreensão, outras com decisão, mas sempre, se possível, com suavidade. Isso torna nosso universo interior controlado, sem ser reprimido.

Um erro comum é sermos tão condescendentes em relação àquilo que nos desagrada, “engolirmos” tantas coisas em nome da pseudo-harmonia , (harmonia verdadeira é fruto de situações justas, de seres auto-educados, onde não há necessidade de repressão ) que depois “explodimos“ onde não havia necessidade, apenas por estarmos saturados pelas situações anteriores.

Se agirmos preventivamente, antes de a situação chegar a esse ponto, já teremos mostrado nosso desagrado proporcional ao fato, sem exagerarmos. Iremos criando assim circunstâncias mais equilibradas, nossos sentimentos são expostos com mais tranquilidade e evitaremos o stress das repressões. Pode não ser muito fácil no início, mas irá se tornando fonte de saúde mental e consequentemente física.

As pessoas à nossa volta também se sentirão mais serenas, porque não perceberam o quanto nos haviam desagradado em ocasiões anteriores e se espantam diante de nossas reações exageradas quando já estamos saturados. Apesar de termos que enfrentar as reações contrárias quando adquirimos o hábito de ir nos colocando sem deixar passar o que realmente nos incomoda, com a prática veremos que estamos evitando as tão nocivas explosões emocionais. É preferível pequenas doses de chateação a grandes transtornos emocionais, com suas consequências mais danosas.

A significação da palavra dita é muito importante para a estabilidade emocional.
Palavrões, principalmente em excesso, produzem uma nuvem vibratória condizente com seu significado. O ambiente também se impregna com essa densidade, dificultando a conquista da paz interna.

Nossas palavras criam o nosso mundo interior, nosso céu ou inferno.

Stela Vecchi


INSCREVA-SE em nosso canal no YOUTUBE e receba vídeos atualizados com dicas e orientações:

Inscreva-se Canal Youtube/Feng Shui Lógico

As melhores energias vêm do amor pela Vida, pelo nosso planeta, pelo nosso solo, pela nossa gente e por nós mesmos. Tudo o mais é consequência disso.

Livro Feng Shui Lógico, Stela Vecchi, Ícone Editora, 2004 – Compre aqui:

feng-shui-logico-stela-vecchi-icone-editora

A história do Feng Shui Lógico: como nasceu a adaptação do Ba-guá para o Hemisfério Sul?

Loja Feng Shui Lógico – Método Solar das Quatro Estações MSQE:
Bolas de cristal facetado com o cordão vermelho; ba-guás (exclusivo) para o Hemisfério Sul; livros e apostilas de Feng Shui Lógico e mais:

Loja Feng Shui Lógico
Confira o Programa do Curso Básico em nosso Website:
Programa Curso Básico de Feng Shui Lógico
Participe dos cursos ministrados por Stela Vecchi:
Feng Shui Lógico: Curso Básico, Avançado e Profissionalizante
Nos cursos de Feng Shui Lógico você recebe informações que serão úteis para toda sua vida!

Visite também o site: www.fengshuilogico.com

2 Comentários

Fazer um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *