Curiosidades sobre o Hino Nacional Brasileiro

Crux


O nosso hino – escolhido como o mais belo e comovente do mundo (Revista da Folha 18/06/2006) é formado por sons e palavras que possuem força e poder. Temos em nosso hino a presença do Sol, do mar, da natureza, do céu e do Cruzeiro do Sul.

O espírito com que ele é cantado é fundamental e o amor e a reverência surgem naturalmente quando conhecemos o seu significado, que toca profundamente os corações e as mentes dos filhos desta terra.
Só amamos e reverenciamos o que conhecemos, e as palavras devem ser compreendidas, sempre. Se não, perdem o valor.

Quem não ama a si mesmo de forma saudável e ao seu país, que acolhe sua vida, não pode amar ao Universo.Também sabemos que todos os países tem sua beleza e uma coisa não exclui a outra. Amar é um verbo de inclusão.

Como nosso hino está escrito em ordem indireta, colocamos em ordem direta, e usamos sinônimos quando julgamos melhor para a compreensão.

HINO NACIONAL BRASILEIRO
Letra: Osório Duque Estrada
Música: Francisco Manoel da Silva

Ouviram do Ipiranga as margens plácidas
De um povo heróico o brado retumbante,
E o sol da Liberdade, em raios fúlgidos,
Brilhou no céu da Pátria nesse instante.

A compreensão do texto está em itálico:

As margens serenas do riacho do Ipiranga ouviram o grito forte de um povo heróico
E nesse instante o Sol da Liberdade brilhou intensamente no céu da Pátria.

Se o penhor dessa igualdade
Conseguimos conquistar com braço forte,
Em teu seio, ó Liberdade,
Desafia o nosso peito a própria morte!

Se a garantia dessa igualdade (entre Brasil e Portugal)
Conseguimos conquistar pela firmeza,
Pela verdadeira liberdade
O nosso coração desafia até mesmo a morte

Ó Pátria amada,
Idolatrada,
Salve! Salve!

Brasil, um sonho intenso, um raio vívido
De amor e de esperança à terra desce,
Se em teu formoso céu risonho e límpido
À imagem do Cruzeiro resplandece.

Brasil, um sonho intenso,
Quando em teu formoso céu risonho e límpido
A imagem do Cruzeiro resplandece
Um raio vívido de amor e de esperança vindo de sua luz desce à nossa terra

Gigante pela própria natureza,
És belo, és forte, impávido colosso,
E o teu futuro espelha essa grandeza.

Alude-se aqui à imensidão territorial e energética do país, profetizando que por causa de sua magnificência, beleza, força e poder, o futuro irá refletir essa grandeza.

Terra adorada
Entre outras mil,
És tu, Brasil,
Ó Pátria amada!
Dos filhos deste solo és mãe gentil
Pátria amada,
Brasil !

Nossa natureza trata com amor de mãe seus filhos, pelo clima ameno, pela primavera eterna, pelas características benéficas de uma natureza que favorece os que nascem aqui.

Deitado eternamente em berço esplêndido,
Ao som do mar e à luz do céu profundo,
Fulguras, ó Brasil, florão da América,
Iluminado ao sol do Novo Mundo!

Por pertencer ao novo Continente, pela sua pouca idade em relação aos países europeus, estará sempre como um bebê, em berço esplêndido, que é a sua geografia natural – naquele tempo ainda quase intocada, em relação ao nosso estado atual.
O Brasil, destaque entre os países do continente americano, brilha iluminado pelo prenúncio de seu futuro glorioso.

Do que a terra mais garrida
Teus risonhos lindos campos têm mais flores;
“Nossos bosques têm mais vida”,
“Nossa vida” no teu seio “mais amores”.

Mesmo em relação às mais belas e coloridas terras, ainda temos mais beleza ainda…

Ó Pátria amada,
Idolatrada
Salve! Salve!

Brasil, de amor eterno seja símbolo
O lábaro que ostentas estrelado
E diga o verde-louro desta flâmula
Paz no futuro e glória no passado.

Brasil,
que sua bandeira cheia de estrelas seja símbolo de amor eterno
E que o verde – louro (a folha do louro simboliza vitória, o verde a esperança, e também as nossas matas)
Nos traga paz no futuro e a glória de lutarmos sempre pela liberdade, como foi no passado.

Mas, se ergues da justiça a clava forte,
Verás que um filho teu não foge à luta,
Nem teme, quem te adora, a própria morte.

Porém, se houver necessidade de lutar por justiça,
Verás que um brasileiro não foge à luta,
Porque quem te adora não teme nem a própria morte.

Terra adorada
Entre outras mil,
És tu, Brasil,
Ó Pátria amada!
Dos filhos deste solo és mãe gentil
Pátria amada,
Brasil !

Extraído do livro No Céu do Hemisfério Sul – Brasil, um Novo Começo de Stela Vecchi
livro_ceuhemisferiosul_stela_vecchi

Acesse o link para download do livro:
Download Grátis – A Responsabilidade da Política na Realidade Brasileira e na Educação do Brasil – Livro NO CÉU DO HEMISFÉRIO SUL, de Stela Vecchi

Stela Vecchi é escritora e consultora de Feng Shui.
Autora do livro Feng Shui Lógico (Ícone Editora, SP, 2004), ministra cursos de Feng Shui Lógico, técnica que favorece a felicidade porque deixa sua casa harmoniosa e plena de energia benéfica.
Autora do livro No Céu do Hemisfério Sul – Brasil, um Novo Começo, onde analisa a bandeira brasileira de um ponto de vista inédito.
Seu terceiro livro, O Caminho da Sabedoria, é sobre o amor e sobre o verdadeiro significado dos relacionamentos amorosos em nossa vida.

Visite também o site: www.fengshuilogico.com

Fazer um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *